Guilherme Ary Plonski

Um século após o surgimento da Engenharia de Produção, no contexto das oportunidades e dos problemas decorrentes da industrialização em grande escala, a Fundação Vanzolini apostou na sua aplicação aos complexos desafios gerados pela tendência recente e crescente de massificação da educação em todos os níveis. A realização desse intento foi confiada pelo Conselho Curador da Fundação, em 2000, a uma nova área, denominada Gestão de Tecnologias em Educação (GTE).

A priorização da atuação inicial da GTE no atendimento às necessidades da rede pública de ensino paulista foi fruto natural da convergência de três argumentos: (i) a convicção do valor inquestionável da educação básica de alta qualidade como condição essencial para o desenvolvimento econômico e social inclusivo; (ii) a magnitude do desafio, uma vez que o Governo do Estado de São Paulo possui a maior rede de ensino do Brasil e uma das maiores do mundo; e (iii) o senso da elevada responsabilidade decorrente dos vínculos da Fundação Vanzolini com a Universidade de São Paulo. A atuação da GTE concretiza uma forma moderna de contribuição da Universidade ao aprimoramento da educação básica, diretriz presente desde a criação da USP, há exatos 80 anos. E, dessa forma, retribui concretamente o valioso suporte que a sociedade paulista dá à alma mater da Fundação, que é o Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica.

As competências desenvolvidas nessa fascinante trajetória, da qual é paradigmática a cocriação e gestão da Rede do Saber da Secretaria Estadual de Educação, originaram uma abordagem metodológica singular, que compatibiliza dinamicamente, a cada contexto, os princípios da educação, os recursos da tecnologia e as técnicas de gestão. O reconhecimento do valor dessa abordagem, conhecida pelo nome carinhoso de “o jeito GTE de fazer”, vem suscitando demandas de apoio a outros segmentos educacionais, em especial o da capacitação avançada em grande escala de servidores públicos e de profissionais do setor privado.

Próxima a completar os primeiros 15 anos de atividade, a GTE se tornou a maior área da Fundação Vanzolini, mostrando o acerto da aposta na inovação feita no limiar do novo milênio. O novo sítio na internet, ora lançado, facilitará o conhecimento de nossos projetos, modelos de atuação e reconhecimentos recebidos. Esperamos que seja, também, um estimulador de diálogos frutíferos ainda mais intensos entre a equipe da GTE, hoje com mais de 400 integrantes, e as comunidades igualmente envolvidas na busca de soluções educacionais inovadoras que funcionem na multifacetada realidade brasileira.

Guilherme Ary Plonski