A Fundação Vanzolini se juntou ao Instituto Palavra Aberta para desenvolverem o curso “Educação Midiática e a BNCC”, voltado para professores de escolas públicas e privadas, e quem mais se interessar pelo assunto.

A proposta é auxiliar a prática docente, formando alunos capazes de realizar leitura crítica, consumo e produção de conteúdo de forma consciente e responsável, que são algumas das competências que todos os estudantes deverão ter, conforme prevê a Base Nacional Comum Curricular de Língua Portuguesa – tanto do Ensino Fundamental (Anos Finais) quanto do Ensino Médio, que foi homologada pelo Ministério da Educação em 2017.

A formação possibilitará aos cursistas a ampliação do letramento midiático, por meio da análise de produção, circulação e redistribuição de informação e de opinião na era digital.

Desenvolvido com o apoio do Google, o curso é gratuito e 100% online, a ser realizado na modalidade autoinstrucional, pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem da Fundação Vanzolini. A carga horária de 30 horas está organizada em quatro módulos temáticos, sendo eles:

  • Módulo 1: Comunicação como direito – apresenta os princípios do direito à comunicação, da liberdade de expressão e a importância da educação midiática nesse contexto.
  • Módulo 2: Campo jornalístico-midiático – debate as novas formas de consumo e distribuição da informação, o papel do jornalismo e a pluralidade na imprensa.
  • Módulo 3: Produção e circulação de informação na era digital – analisa o fenômeno da poluição informacional e o papel das mídias sociais.
  • Módulo 4: Comunicação de marcas e novos formatos de marketing – discute as estratégias que a publicidade utiliza para engajar o público com as marcas e a importância da educação midiática para um consumo consciente.

As inscrições já estão abertas e poderão ser feitas pelo site. Dúvidas e outras informações, acesse a plataforma do EducaMídia.